terça-feira, 22 de maio de 2007

Voce...




Tira o roupão;

Deixa ver teu corpo;

deixa ver a cicatriz da virilha;

Deixa que alguém passe pelos músculos da razão;

Deixa que explorem teu corpo vivo;

Deixa que te façam tudo e que dele brote a canção ou hino ou a ópera ou mesmo o tango.

Deixa que te toquem que te vejam

Deixa que te xinguem, e que desse monólogo presente surjam juízos.

Deixa que te olhem, mostra tudo, sem ambigüidade.

Deixa que tudo seja descoberto.

Deixa que te chamem,

Deixa que te abandonem....

Ouve sempre

Não acates por ti só, nunca!

Vinga sempre.

Olha pra tudo,

Vê tudo

Põe a roupa sob o corpo vivo e limpo.-

Sente a emoção da cicatriz saliente.

- Cura-a!

Raciocina sobre os músculos e os instintos.

Canta a canção tua.

Mostra a parte doída.

Responde tudo

Abandona a carapaça.

Veste o que te dão.

Rasga o que te incomoda.

Fura o que te esconde.

Escandaliza a tua vergonha

Pisa a tua moral.

Desmoraliza tua verdade.

Chora da alegria,

Não importa a reação.

Pisa na tristeza,

Faz dela catalisador para o conhecimento.

Ama

Beija.

Morde.

Myrian Benatti



Obs:Este poema foi um resgate de um tempo há mais de 30 anos.Estava guardado não no meu caderno de poemas, mas no da minha amiga Cynthia e no encontro feito este ano ela me devolveu.Quando menina eu escrevia e presenteava poema aos amigos, devo ter muitos perdidos por aí, perdidos não ...guardados.

Nenhum comentário:

Bem vindo!!!

Seja sempre bem vindo
Quando ler meus textos ou dos meus amigos, comente.Suas palavras sempre serão bem vindas.Se não souber o que falar deixe um abraço, mas não faça comentários maldosos, estes vc guarde.Entre e fique a vontade, vc faz parte da família, dos amigos

Alma Encantada

Alma Encantada
sempre sorrindo!!!
Loading...

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.

quem sou eu...

Desde mocinha eu escrevia poesias, cada vez que eu terminava uma paixão, eu fazia um poema, cada tristeza, alegria,cada olhar maroto.Acho que porisso me tornei uma poetiza, pq sempre estive apaixonada.As lágrimas que eu derramava se transformavam em sementes, em letras, em textos, em poemas.Ainda hoje faço isso, qdo estou triste com alguém eu escrevo uma poesia, cada poesia minha tem uma história.É como a semente que transformou em árvore.(MyrianBenatti)