sexta-feira, 25 de maio de 2007

A entrevista: Quem é vc?


- Oi quem é vc?

-eu?

-sim vc.

-o que quer saber?

- sei lá, mas me diz quem é vc?

- meu nome?

- pode ser pra começar.

- bom meu nome é José das Quantas.

- ta, mas ainda não me disse quem é vc.

- o cara como vc é chato,

...eu tenho 30 anos, sou de peixes,

...que mais quer saber,

- quem é vc.

-mas já disse,

...tu quer saber meu tamanho

...a cor dos meus olhos e cabelo?

- não, isso eu estou vendo.

Eu quero saber dentro de vc, quem é vc.

- ah, quem sou eu?

-é quem é vc.

- quem eu sou?

- é isso mesmo.

- sei lá quem eu sou

....já disse meu nome, peso é isso?

- não.

-cara como vc é chato.

E vc quem é?

- eu que estou perguntando.

- ta, mas agora eu quero saber quem é vc

....está vendo como é difícil responder?

- não é difícil

....vou responder

....quem eu sou.

- é quem é vc.

-eu?-é

...para de me embromar.

-sou o cara que esta te entrevistando.

]-ahahahahhhhh

...tá vendo como é difícil falar de si mesmo?

-mas hoje não é a minha vez, é a sua.

-eu não sei quem eu sou, e vc sabe?

...já disse , sou o entrevistador.

- não, eu digo lá dentro

...vc tb não sabe quem vc é.

- sei, mas hoje não é a minha vez

...vamos acabar a entrevista.


Myrian Benatti

Um comentário:

Sandra Lúcia Ceccon Perazzo disse...

Rsrsrsrsssss... e quem sabe???
Adorei menina, sempre é muito gostoso ler você.
Beijos carinhosos
Sandra Lúcia

Bem vindo!!!

Seja sempre bem vindo
Quando ler meus textos ou dos meus amigos, comente.Suas palavras sempre serão bem vindas.Se não souber o que falar deixe um abraço, mas não faça comentários maldosos, estes vc guarde.Entre e fique a vontade, vc faz parte da família, dos amigos

Alma Encantada

Alma Encantada
sempre sorrindo!!!
Loading...

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.

quem sou eu...

Desde mocinha eu escrevia poesias, cada vez que eu terminava uma paixão, eu fazia um poema, cada tristeza, alegria,cada olhar maroto.Acho que porisso me tornei uma poetiza, pq sempre estive apaixonada.As lágrimas que eu derramava se transformavam em sementes, em letras, em textos, em poemas.Ainda hoje faço isso, qdo estou triste com alguém eu escrevo uma poesia, cada poesia minha tem uma história.É como a semente que transformou em árvore.(MyrianBenatti)