terça-feira, 29 de maio de 2007

Monólogo


Como poderei escrever sobre solidão sem cair na mesmice de sempre?

O que é solidão?

Ausência de pessoas?

Não.

Ausência de si mesma?

Isso sim, pode ser.

Ainda bem que não sou escritora, senão não sobreviveria das vendas de livros,

sou movida a paixões, escrevo apenas quando estou apaixonada,

não somente por pessoas, mas pela paixão da vida.

Agora reclusa nessa solidão não consigo expressar nada,

só uma dor existencial.

Recuso-me a levantar de onde me encontro,

minhas vestes assemelha-se a um ser esfarrapado,

perdido,

de chinelo desengonçado.

Meu grito mudo ecoa-se para dentro.

Fecho os olhos e me coloco em posição fetal.

Lágrimas escorrem pela minha face.



Myrian Benatti

2 comentários:

Sandra LC Perazzo disse...

Myrian menina poeta, claro que é escritora, pois escreve lindamente com o coração e como apenas o coração toca outro coração, o meu está aqui sensibilizado com o que o seu coração disse.

Beijos carinhosos e emocionados!
Sandra Lúcia

Sandra LC Perazzo disse...

Myrian menina poeta, claro que é escritora, pois escreve lindamente com o coração e como apenas o coração toca outro coração, o meu está aqui sensibilizado com o que o seu coração disse.

Beijos carinhosos e emocionados!
Sandra Lúcia

Bem vindo!!!

Seja sempre bem vindo
Quando ler meus textos ou dos meus amigos, comente.Suas palavras sempre serão bem vindas.Se não souber o que falar deixe um abraço, mas não faça comentários maldosos, estes vc guarde.Entre e fique a vontade, vc faz parte da família, dos amigos

Alma Encantada

Alma Encantada
sempre sorrindo!!!
Loading...

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.

quem sou eu...

Desde mocinha eu escrevia poesias, cada vez que eu terminava uma paixão, eu fazia um poema, cada tristeza, alegria,cada olhar maroto.Acho que porisso me tornei uma poetiza, pq sempre estive apaixonada.As lágrimas que eu derramava se transformavam em sementes, em letras, em textos, em poemas.Ainda hoje faço isso, qdo estou triste com alguém eu escrevo uma poesia, cada poesia minha tem uma história.É como a semente que transformou em árvore.(MyrianBenatti)