sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Dias chuvosos



Você belo rapaz que entra em meu coração em dias chuvosos e acalenta seu corpo com minha alma,

Deixo minha porta sempre aberta as suas ansiedades, para que quando está necessitando sugar energias você vem me abraça me beija, me chama de sua.

Assim se sacia como um animal que come a sua presa deixando apenas o osso enterrado em algum lugar.

Sabe que quando o sol abrir não mais necessitará do corpo quente da presa.

Tem medo do amor, gosta de humilhar, bater, xingar, de ferir com suas garras.

Quando se cansa de magoar fica calado por instantes tomando fôlego para refazer todo o processo da reconquista masoquista.
Fere e acalenta, um processo ciclico de mágoas e paixões.



Myrian Benatti

2 comentários:

Célia Maria Benati disse...

Muito bem, minha prima, descobri você e já li muitos de seus poemas. Fiquei feliz em vê-la em algumas fotos. A Internet, realmente é a oitava maravilha do mundo. As pessoas tão longe e tão perto. As pessoas esquecidas e num minuto lembradas e vistas.Faz muito tempo que não nos vemos e nem nos falamos, mas sempre algo nos ligará.Depois dos 50 ( eu já com 56) há uma tendência a lembrar do passado, das pessoas que se foram (meu pai e minha mãe) e das pessoas vivas, das raizes...Um grande abraço e lembranças a todos. Celia M Benati Verissimo.

Celia disse...

Myrian, deu um problema no meu computador e perdi meu e-mail e todos os contatos.
Meu e-mail atual é

verissimocelia@gmail.com


beijos.
Célia

Bem vindo!!!

Seja sempre bem vindo
Quando ler meus textos ou dos meus amigos, comente.Suas palavras sempre serão bem vindas.Se não souber o que falar deixe um abraço, mas não faça comentários maldosos, estes vc guarde.Entre e fique a vontade, vc faz parte da família, dos amigos

Alma Encantada

Alma Encantada
sempre sorrindo!!!
Loading...

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.

quem sou eu...

Desde mocinha eu escrevia poesias, cada vez que eu terminava uma paixão, eu fazia um poema, cada tristeza, alegria,cada olhar maroto.Acho que porisso me tornei uma poetiza, pq sempre estive apaixonada.As lágrimas que eu derramava se transformavam em sementes, em letras, em textos, em poemas.Ainda hoje faço isso, qdo estou triste com alguém eu escrevo uma poesia, cada poesia minha tem uma história.É como a semente que transformou em árvore.(MyrianBenatti)