quarta-feira, 13 de junho de 2007

Às vezes falo ao vento


Às vezes falo ao vento


Às vezes falo ao vento, mas mesmo o vento não leva minha voz até você?
Às vezes falo ao coração, palavras mansas, para que o ritmo de sua batida não descompasse.
Às vezes falo ao riacho, no murmúrio da água, das pedras, soa o eco de minha voz.
Ás vezes escondo-me nas árvores, que balançam com o vento,
Ouço sons sibilando ao meu ouvido,
Às vezes paro,
Fico quieta.
Concentro-me...
Fecho meus olhos.
Tento ouvir cada palavra, cada murmúrio, cada som...
Mesmo estando num local movimentado...
Posso ouvir até o balé das folhas,
O riacho que desce,
As palavras que misturam,
À batida descompassada de meu coração.



Myrian Benatti
obs:
O quadro foi pintado por mim.

Nenhum comentário:

Bem vindo!!!

Seja sempre bem vindo
Quando ler meus textos ou dos meus amigos, comente.Suas palavras sempre serão bem vindas.Se não souber o que falar deixe um abraço, mas não faça comentários maldosos, estes vc guarde.Entre e fique a vontade, vc faz parte da família, dos amigos

Alma Encantada

Alma Encantada
sempre sorrindo!!!
Loading...

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.

quem sou eu...

Desde mocinha eu escrevia poesias, cada vez que eu terminava uma paixão, eu fazia um poema, cada tristeza, alegria,cada olhar maroto.Acho que porisso me tornei uma poetiza, pq sempre estive apaixonada.As lágrimas que eu derramava se transformavam em sementes, em letras, em textos, em poemas.Ainda hoje faço isso, qdo estou triste com alguém eu escrevo uma poesia, cada poesia minha tem uma história.É como a semente que transformou em árvore.(MyrianBenatti)