quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Ode a prostituta



Você me toca, me joga num canto.
Me abraça, me usa, lambuza,
Meu corpo é seu pra ser usado,
Você não pede você me toma,
Você paga, você toca um sax.
Você tem prazer,
Sou sempre um leito
Um deleite
Você chora
Dores de prazer, dores de solidão.
Eu sou seu ouvido
Você reclama você me chama,
De tantos nomes
De vagabunda, de seu amor,
A magia se desfaz quando que peço carinho
Você me joga dois tostões
E sai correndo
Batendo a porta
Jurando não mais voltar
Mas volta
Quando bate novamente seu vazio.
Cala minha boca com promessas
Me toma com seus desejos
Possui minha carne
Meu corpo
Meu espírito
Me deixa destroçada
Deitada
Nua
Perdida



Myrian Benatti


Nenhum comentário:

Bem vindo!!!

Seja sempre bem vindo
Quando ler meus textos ou dos meus amigos, comente.Suas palavras sempre serão bem vindas.Se não souber o que falar deixe um abraço, mas não faça comentários maldosos, estes vc guarde.Entre e fique a vontade, vc faz parte da família, dos amigos

Alma Encantada

Alma Encantada
sempre sorrindo!!!
Loading...

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.

quem sou eu...

Desde mocinha eu escrevia poesias, cada vez que eu terminava uma paixão, eu fazia um poema, cada tristeza, alegria,cada olhar maroto.Acho que porisso me tornei uma poetiza, pq sempre estive apaixonada.As lágrimas que eu derramava se transformavam em sementes, em letras, em textos, em poemas.Ainda hoje faço isso, qdo estou triste com alguém eu escrevo uma poesia, cada poesia minha tem uma história.É como a semente que transformou em árvore.(MyrianBenatti)