sábado, 17 de janeiro de 2009

Bruxas...Bruxas somos nós


Na idade média quando uma mulher era inteligente e conseguia descobrir segredos apenas com a intuição, com perseverança a tática da esperteza ela era chamada de bruxas, elas faziam um chá e as pessoas a sua volta acreditavam na poção mágica. Quando dava certo ela era poderosa, mas quando dava errado ela era queimada na fogueira.

Muito tempo se passou, estamos na era da informática. Hoje mudou um pouco, somos bruxas da era da cibernética, da era do computador, da internet. Somos uma bruxa diferente. Se a mulher faz mais de um MSN ou um Orkut ou se ela coloca um pseudônimo ela não é uma artista, ela é um Fake, ela é um possível Hacker, será que não pode ser apenas uma mulher que sabe usar os dedos pra outra coisa como, por exemplo, um teclado no PC?
Somos mulheres que queremos ter o privilégio de sermos anônimas.
Fernando Pessoa era um Fake quando usou o nome de Alberto Caeiro?
Outros artistas e cantores são Fakes?
O que é um Hacker? Quem acha que alguém que gosta de escrever poesias e colocar imagens é um Hacker tem o cérebro muito pequeno, um Hacker não se apaixona, nem fica amigo de alguém, ele simplesmente mata, como na idade média eles matavam as bruxas e hoje matam os arquivos de uma máquina, mas também matam o cérebro das bruxas?
Somos apenas seres que queremos um anonimato, não queremos fazer mal algum apenas andar mascarados no carnaval da vida.



Myrian Benatti


------

resposta dada no meu recanto por uma escritora de lá:



Bruxas somos nós, amantes, mulheres, mães... A força da mulher não é bruxaria, é garra... Vitórias não são resultado de magia, mas, de muita luta... Existem fakes e fakes, talvez bruxas por trás de alguns, mas, cada um que cuide do seu fake... as pessoas não dão conta da própria vida e querem cuidar do fake dos outros... Cada pessoa sabe onde sente a dor, o que incomoda, quem ou o que quer proteger e isso não é da conta de ninguém... Sou bruxa, mas não porque faço bruxaria, sou bruxa de alma de coração, não a bruxa da branca de neve, isso é bruxa de ficção. Quem é bruxa sabe o que falo e os mal informados... bem, talvez esses nem tenham cura...


Drica de Assis.




a imagem é da pagina da Drica do recanto

2 comentários:

Anônimo disse...

Querida eu gostei e muito deste poema ,pois sim tem muita geite assim mais eles se esquece que atraz de cada fake tem uma pessoa que ama que tem alma e e filha de deus como todos a unina coisa que queres e ser feliz ter paz e ser anonimo e por isso somo fake as pessoas costuma jugar sem saber este seu poema me chego na hora certa pois era de palavras assim que precisa ,muito obrigada por cada palavra vc faz poema com alma fico muito feliz deus te quarde sempre

Anônimo disse...

Querida eu gostei e muito deste poema ,pois sim tem muita gente assim mais eles se esquece que atrás de cada fake tem uma pessoa que ama que tem alma e e filha de deus como todos a única coisa que queres e ser feliz ter paz e ser anônimo e por isso somo fake as pessoas costuma julgar sem saber este seu poema me chego na hora certa pois era de palavras assim que precisa ,muito obrigada por cada palavra você faz poema com alma fico muito feliz deus te guarde sempre

Bem vindo!!!

Seja sempre bem vindo
Quando ler meus textos ou dos meus amigos, comente.Suas palavras sempre serão bem vindas.Se não souber o que falar deixe um abraço, mas não faça comentários maldosos, estes vc guarde.Entre e fique a vontade, vc faz parte da família, dos amigos

Alma Encantada

Alma Encantada
sempre sorrindo!!!
Loading...

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.

quem sou eu...

Desde mocinha eu escrevia poesias, cada vez que eu terminava uma paixão, eu fazia um poema, cada tristeza, alegria,cada olhar maroto.Acho que porisso me tornei uma poetiza, pq sempre estive apaixonada.As lágrimas que eu derramava se transformavam em sementes, em letras, em textos, em poemas.Ainda hoje faço isso, qdo estou triste com alguém eu escrevo uma poesia, cada poesia minha tem uma história.É como a semente que transformou em árvore.(MyrianBenatti)